segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Balanço do Grupo Especial

Os ensaios técnicos na Nego Quirido e desfiles em volta da Praça XV, das cinco escolas de samba do Grupo Especial, medem o termômetro de cada agremiação. Tenho visto este ano uma Copa Lord abaixo da expectativa e tradição. Nos bastidores, fala-se em racha e ausência de verba na escola do Morro da Caixa.

Em compensação, se vê um clima de muita alegria e confiança nas escolas Protegidos da Princesa, Coloninha e União da Ilha da Magia. A Protegidos, sedenta por um título que não ocorre há 10 anos, está unida e com bom orçamento, sem falar da bateria que é a melhor disparada. A Coloninha também está diferenciada e com a empolgação a mil por conta dos 50 anos como enredo. Já a UIM, mostra cada vez mais organização e evolução principalmente na bateria e isso tudo pode se transformar nos ingredientes do bicampeonato. Sobre a Consulado, eis uma agremição que vive problemas internos e políticos. Porém, nos ensaios da Praça XV e da passarela, a escola do Caeira do Saco dos Limões mostrou reação e fez bonito.

Agora, é esperar o tão sonhado dia 18 de fevereiro para ver quem vai vencer o carnaval. Vale lembrar que em 2013 teremos seis agremiações no Grupo Especial. Portanto, a partir do próximo ano, as escolas tidas como "grande" vão ter que suar para não cair para o Grupo de Acesso.

Nenhum comentário: