sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Amanhã tem

E amanhã, será que a torcida avaiana vai mais uma vez mostrar a sua força? Com certeza. No sábado passado, foram 1733 torcedores. Amanhã aposto em pelo menos 3 mil avaianos na Ressacada. Faremos novamente a contagem nas catracas. Não deixe de prestigiar o último treino do Leão da Ilha!

Um comentário:

Maurício Gil - Floripa (SC) disse...

É domingo!
Estejamos preparados para o nosso compromisso.
Domingo é o dia da redenção avaiana.
Domingo, mesmo se o dia se levantar nublado, faremos com que o céu fique de um azul incomensurável.
Domingo acordaremos mais avaianos, e faremos do caminho até a Ressacada o nosso Compostela.
Domingo o Avaí tem de ser o Avaí como nunca o foi.
Domingo, àqueles que acreditam e aos que não acreditam, peço atenção aos rituais: o mesmo calçado, a mesma camisa, os mesmos gestos, a rotina divina de um dia de glórias. Não tentemos enganar os deuses do futebol, eles nos espreitam.
Domingo, aos crentes, aos de fé – e aos ateus até, a prece salvadora, balbuciada para nós, baixinho.
Domingo, o Avaí precisará de nós como a criança com choro sentido do colo de mãe. Não faltaremos!
Domingo, a Ressacada será o Adolfo Konder, com toda a sua mística, com todo o peso de sua história, lembranças das tardes gloriosas na rua Bocaiúva.
Domingo, Adolfinho terá de defender como nunca.
Domingo, por Fateco e Diamantino, “no passarán”!
Domingo, contaremos com a lucidez de Zenon, com os dribles de Nizeta, de Ademir e de Lico, com a serenidade e a maestria de Veneza. E o bico providencial de Maneca.
Domingo precisaremos – e como – dos gols de Juti, de Toninho e de Lica.
Domingo não faltarão a garra de Saulzinho, Orivaldo e Cavallazi, o destemor de Rogério.
Domingo, cada um de nós avaianos se despirá de si para sermos um só, e em uníssono cantaremos a alegria de ser azul.
Domingo o dia precisará bem mais do que 24 horas, para caber todo o nosso orgulho e paixão.
Porque nós não somos simplesmente avaianos.
Nós somos “o” Avaí.

Maurício Gil - Floripa (SC)